Assassin’s Creed: Vale conferir!

 

 

Assassin’s Creed nasceu para ser um filme. Sua narrativa. Sua historia. Suas reviravoltas. O jogo sempre pediu pra ser um Blockbuster.

A Ubisoft quis. E chegou a Michael Fassbender, que protagoniza e produz o primeiro filme da franquia. Sim, primeiro. Porque eles podem não ter dito antes, mas SIM, eles esperam uma franquia.
O Diretor é Justin Kurzel, com quem Fassbender trabalhou junto na mais recente adaptação de MacBeth. A parceria dá certo e consegue FINALMENTE adaptar um game para a telona com dignidade. Ou não!

O filme tem uma série de coisas boas. E outra série de grandes problemas. Ele se torna uma adaptação excelente dos jogos os se afastar ao máximo deles. E tem seus principais erros nisso também, ao mesmo tempo. Partes como a época atual, que ninguém tem paciência nos jogos, aqui é o cenário principal. E ainda assim funciona. O principal está ali, e num caso especifico, muito melhor que no jogo, inclusive. Mas no geral o desenvolvimento fica meia boca, mas ainda assim, ao mesmo tempo, cumpre bem o papel de levar o novo expectador pra esse mundo da franquia.

Principal dos bom elementos: Fassbender, como sempre, está ESPETACULAR, tanto como Lynch, no presente, como seu ancestral Aguilar. Mas o resto do elenco não acompanha. E em vários casos, por culpa do roteiro do filme. Roteiro esse que apresenta uma série de conceitos e ideias e só é certeiro em um: o Credo dos Assassinos, homens que agem para proteger o livre-arbítrio da humanidade. Que é o que te liga ao filme. No fim das contas, a impressão geral é a de que o roteiro é só uma versão piorada da sua própria novelização (lançamento em livro por aqui ainda em janeiro pela Editora Galera). Mesmo com muitas coisas boas, o filme apela pra saidas faceis e furos meio idiotas, principalmente no ultimo ato.

Visualmente o filme também fica nessa divisão. O visual é belíssimo! Soluções visuais enlouquecedoras e que, sempre que possível, tentam inovar em relação aos games. Mas o 3d é COMPLETAMENTE inútil. Pode assistir copias normais de boa!

Concluindo, Assassin’s Creed é um bom filme sim, independente de ser uma adaptação. Justin Kurzel e Michael Fassbender encontraram facilmente como equilibrar reverência e liberdade criativa, o que deu aos personagens e ao ambiente vida própria.  Não existe fan service desnecessário, aliás, o fan service aqui é um deleite! Visualmente digno da franquia da Ubisoft e uma experiência tão boa quanto a de alguns jogos, até melhor em alguns casos. Mesmo com muitos erros, uma adaptação de games para se orgulhar.

Nota? 3 queijos… O filme equilibra bem os pros e os contras.Ao mesmo tempo que não temos tudo o que foi prometido, temos a melhor adaptação de um game. Vale conferir.

About The Author

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *