Entrevista com Macunaíma Games

macunaima-games-logo-6-rev

Alan Silva: Qual é a proposta da Macunaína Games e quem é a pessoa por trás do nome?

Macunaíma Games: A Macunaíma Games é uma empresa voltada ao desenvolvimento de jogos, desde board games e card games até RPGs. E o porquê desse nome? Macunaíma, protagonista do clássico livro de Mário de Andrade, era de tudo um pouco. Desde herói a cafajeste, além de ser índio, negro e branco. Tudo junto e misturado, assim como o povo brasileiro. E o nosso objetivo é oferecer produtos com essa cara. Tanto que o nosso lema é “De tudo um pouco, mas sem perder a identidade”. Procuramos fazer jogos misturando crítica com a ironia, ação com diversão, estética com mecânica, oferecendo jogos originais e de qualidade para um público cada vez mais exigente.

O cara por trás da Macunaíma Games sou eu, José Noce. Natural de Belo Horizonte e nascido em 1981. Game designer e blogueiro, sou um “Puta-Véia” do RPG que joga desde 1995, e crio jogos em geral desde que me entendo por gente. Escrevo matérias para o blog da Macunaíma, de cunho mais autoral, mas também sou colaborador do blog RPGames Brasil, do meu grande amigo Filipe Dias, aonde falo sobre jogos analógicos em geral. Me sinto no dever de apresentar a atividade lúdica para as novas gerações, com o objetivo de tirar o maior número de pessoas da “Matrix da Idiotice”, imposta pela nossa sociedade corrupta e alienada.

Alan Silva: Qual é o principal jogo da Macunaíma? Do que se trata?

Macunaíma Games: O nosso principal projeto é o jogo Golpe de Estado. Nele, cada jogador representa um grupo subversivo que pretende derrubar o atual estado decadente e subir ao poder. Seja para reformar o estado, impor uma nova ordem social ou até mesmo para serem eles a faturarem com o sangramento da nação. Apesar da temática política, Golpe de Estado não defende nenhuma doutrina ou partido político. Mas, antes de tudo, ele é um convite para os jogadores começarem a refletir sobre a realidade que nos cerca, temperado com uma boa dose de humor.

golpe-de-estado-logo-8-1

Alan Silva: Há quanto tempo você tem trabalhado nesse jogo?

Macunaíma Games: Venho trabalhando nele desde 2013, quando meu primo e co-autor do jogo, Victor Bones, me deu a idéia inicial que gerou o Golpe de Estado. E desde então, venho testando e aprimorando o jogo, apresentando-o para o maior quantidade possível de pessoas. O protótipo disponível pra download no meu blog já é a terceira ou quarta versão do jogo, agora não me lembro ao certo. Costumo dizer que a mecânica do jogo está “99% consolidada”, pois sempre aparecem boas idéias durante os playtests. No que eu pretendo mexer mais daqui pra frente é a parte estética do jogo, melhorando o layout e ilustrando com artes próprias, já que o protótipo ainda usa imagens que baixei na internet. Inclusive já cheguei a produzir algumas artes com o ilustrador Alex D’Ates – autor de jogos e HQs – com esse fim.

Alan Silva: Tem alguma previsão de lançamento?

Macunaíma Games: Infelizmente, não. A princípio, planejei lançar o Golpe de Estado através de uma campanha de financiamento coletivo. Só que o sucesso dessa campanha depende de vários fatores. Antes de tudo, gostaria de dar mais visibilidade ao jogo apresentando-o no maior número de eventos possível, incluindo tanto aqui em Belo Horizonte – aonde já sou razoavelmente conhecido pelo público – quanto viajando pelo Brasil afora. Outra coisa importante é ter acesso aos previewers, formadores de opinião deste meio, enviando protótipos para eles avaliarem em seus canais no You Tube, blogs, etc. Pois eles ajudam e muito a alavancar um lançamento. E tudo isso é uma questão de tempo, dinheiro e networking.

Porém recentemente, no meio das minhas andanças, encontrei algumas editoras que se interessaram pelo jogo e me pediram pra enviar-lhes protótipos, que estão sendo avaliados neste momento. Dependendo do que alguma delas me propor, é outra forma de levar meu jogo até o público. Mas vamos ver no que é que dá.

Alan Silva: Quais são os outros jogos que vocês estão trabalhando?

Macunaíma Games: Temos o jogo A Pirâmide do Poder. Ele é um jogo para 2 a 12 pessoas, desenvolvido junto com meu grande amigo Paulo Ernesto e que fala sobre utopia e conspiração. Neste momento, estamos trabalhando o layout da versão final do jogo, além de finalizar orçamentos de produção. Mas já tem um protótipo disponível pra download no meu blog pra quem quiser conferir.

Temos também a aventura-solo Saindo da Inércia. Nela você atua no papel de um RPGista de meia-idade e que não joga há muito tempo, numa história que se propõe a apresentar algumas dicas pra quem quer voltar a jogar RPG depois de um longo período de molho.

Sem contar as nossas Miniaturas de Cthulhu, para Jogos de RPG e Wargames – nestas últimas, ainda estou trabalhando no seu portfólio, que postarei em breve.

E finalmente temos o livro Vamos Pôr Ordem Nesta Bodega! Este projeto, que deve ser lançado em Maio do ano que vem, é uma parceria com o ilustrador Lucas Martins. Ele será um livro que ensina Mestres de RPG a manter a disciplina em suas mesas, mostrando como cortar alguns vícios dos Jogadores pela raiz, mas sem tirar o livre arbítrio de seus personagens. Além de auxiliar na preparação que antecede uma sessão de RPG e na escolha de Jogadores para a formação de um bom grupo, entre outras coisas.

E todos esses outros projetos, estejam já em andamento ou a serem lançados, também são meios de alavancar o Golpe de Estado, seja financeiramente ou aumentando a nossa rede de contatos e clientes.

Alan Silva: Qual importância do 3º Encontro do Board Games BH para a Macunaíma Games?

Macunaíma Games: Todos os eventos que participamos são importantes pra demonstrar o nosso trabalho e vender o nosso peixe. A diferença primordial é que além dos eventos que nós mesmos organizamos, esse é o primeiro evento que nós fomos convidados a patrocinar oficialmente, e isso é um marco para a Macunaíma. E, além disto, estar lado a lado patrocinando o 3º Encontro do Board Games BH com grandes empresas do cenário nacional de jogos também nos enche de orgulho.  Por estes motivos, vamos ao evento com uma expectativa muito grande, não só de expor nossos produtos para o público em geral, como também para vários representantes do mercado de jogos brasileiro.

p21-02-16_18-27

Alan Silva: Deixe um convite para as pessoas participarem do encontro e prestigiarem os jogos da Macunaíma Games.

Macunaíma Games: Então galera, não deixem de conferir o stand da Macunaíma Games no 3º Encontro do Board Games BH. Venham conhecer ou matar a saudade dos nossos jogos, ou então adquirir as miniaturas que você e o seu grupo estavam procurando! E você ainda poderá levar para sua casa muitos brindes irados! Aproveite esta oportunidade, e não se esqueça de chamar também os amigos!

Alan Silva: Algumas considerações finais?

Macunaíma Games: Gostaria primeiramente de agradecer a você por me conceder este espaço pra falar do meu trabalho. Queria agradecer também aos organizadores do evento pela oportunidade. E não menos importante, gostaria de agradecer aos leitores, especialmente aos que chegaram até aqui, porque eu sei que eu falo pra caralho! kkkk

About The Author

Nada de criativo para comentar por aqui.

Related posts

1 Comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *